Natiruts Índigo Cristal - Sergio Antonio.

Vou começar dizendo que não vou postar fotos!

Quem quiser ganhar um pouco de tempo lendo este texto, é porque também admira o belo, o sublime.

Isso mesmo. Sublime!

Desde a primeira cena com focos na bateria e na percussão, até o momento final onde Muving Head - Spots tomam a cena com gobos que transformam a cenografia em dois planetas, não há nada que não seja pensado e elaborado para nos permitir a experiência mágica da iluminação em um show. Nessa experiência me deparei com vários momentos onde a presença de um desenho de luz me emocionava. Falo de sutileza. Estética da luz. Light design.

Estou falando de uma iluminação criada por Serio Antônio para o espetáculo Índigo Cristal da banda Natiruts. Esse profissional altamente gabaritado, nos dá a oportunidade de entender a criação através de escolhas estético-poéticas que suscitam a articulação dos eu discurso poético-visual.

"Vale ponderar que a criação da visualidade de um espetáculo incorpora o risco agudo da obra de arte, uma vez que o espectador está interagindo com o que vê, em trânsito dinâmico com seu imaginário." ( A Luz na gênese do espetáculo - Eduardo Tudella).

Cito aqui o professor Tudella para afirmar esta experiência poética. Durante 2 horas de show, Sergio nos leva do azul -índigo (cor da aura dos mestres) ao puro cristal. Nos coloca sombras e silhuetas como composição altamente refinada e de grandes símbolos. E falando em símbolos, não podemos deixar de incluir neste desafio estético a cenografia, que está presente o tempo todo, mas que assume diversas características e formas através do cuidadoso trabalho de iluminação.

“Quando se considera que a luz define a sucessão dessas imagens cênicas, incorporando qualidade expressiva, crítica, poética e plástica ao espetáculo, pode-se dizer que o trabalho do iluminador exige a acuidade de um artista com formação abrangente” ( A Luz na gênese do espetáculo - Tudella).

Volto a citar o professor Tudella, para afirmar que escolha dos equipamentos, o desenho do posicionamento dos mesmos e toda a gama de possibilidades técnicas associadas aos aparelhos robóticos somado a mais avançada tecnologia de controle da luz, proporcionam a excelente atitude de Sergio Antônio de impregnar o espetáculo de um discurso visual esteticamente articulado. Isso só poderia vir de um artista com formação abrangente, de grande experiência no assunto. Um Mestre.

Obrigado Sergio António por esse experiência poética-visual!

Alunos, amigos e mestres. Não percam de ver este belíssimo espetáculo.

Moisez Vasconcellos.

Sergio Antonio - Lighting Designer.

Featured Posts
Recent Posts
Archive
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square
Search By Tags
Follow Us